10 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre a Pílula Anticoncepcional

Pílula Anticoncepcional

A pílula anticoncepcional é um método de contracepção que usa hormônios para evitar a ovulação e assim impedir uma gravidez não programada. A pílula é o método contraceptivo mais usado pelas mulheres.

Hormônios são substâncias produzidas pelo corpo, ou desenvolvidas em laboratório, para regular e controlar o funcionamento do organismo e seus sistemas, como o sistema reprodutivo.

A primeira pílula anticoncepcional, Enovid-R, lançada no mercado em 1960, foi descoberta por acaso. Por estranho que possa parecer, interessados em descobrir um caminho para combater a esterilidade feminina, os pesquisadores chegaram a uma fórmula com ação contraceptiva.  Desde então, a pílula vem sendo utilizada como forma de garantir a liberdade sexual.

Tipos de pílula

  • Pílulas de progesterona ou minipílula

Normalmente elas possuem apenas progesterona em sua composição, sem o estrógeno associado. Com isso, elas trazem a menor carga possível hormonal. Elas agem principalmente impedindo a entrada das células do esperma no útero, mas nem sempre impedem a maturação do óvulo, que é a ação principal das pílulas combinadas. Tudo depende da quantidade de progesterona que elas contém.

  • Pílulas combinadas

Elas possuem a combinação de progesterona com estrógeno e podem se dividir em duas formas:

Monofásica: aquelas em que todos os comprimidos possuem a mesma quantidade de hormônio. Os hormônios do comprimido bloqueiam a liberação do hormônio que estimula o crescimento e a ovulação do ovário

Multifásica: aquelas em que os comprimidos possuem diferentes quantidades de hormônios. Elas tentam imitar como seria a produção hormonal do organismo para aquele dia do ciclo.

Pílula Anticoncepcional

10 fatos importantes sobre a pílula anticoncepcional

1 – Se você tomar a pílula, não vai ovular

A pílula possui hormônios sintéticos que enganam o organismo, inibindo a ovulação. A pílula põe o ovário para dormir mesmo, mas não se preocupe, pois a reserva ovariana estará lá, preservada, e a ovulação será retomada assim que você parar de tomar o anticoncepcional.

2 – A pílula funciona melhor se for tomada regulamente

A pílula só tem uma maneira de tomar e não se devem inventar outras. Ou seja: tomando de acordo com a recomendação do seu médico ou da bula do medicamento. Esquecer de tomar a pílula nos horários e dias certos diminui a eficácia.

Mas, se acontecer de não tomar no momento certo, você precisará redobrar os cuidados. Com um dia de esquecimento, a pílula já pode perder o efeito. No caso de esquecimento, tome logo que lembrar, continue tomando as outras no horário normal e use camisinha até o final desta cartela. Isto porque, a esta altura, o risco de engravidar já aumentou muito.

A melhor dica é escolher um horário para tomar diariamente (como hora do almoço ou antes de dormir). Vale a pena colocar um lembrete no seu celular.

Agora, se você esquece de tomar a pílula no mesmo horário com frequência, pense se não é o caso de usar outros métodos, como adesivos ou injeções, que podem ser semanais, mensais ou trimestrais.

pílula anticoncepcional

3 – Quando começar a cartela de pílula pela primeira vez

Na primeira consulta com sua ginecologista, ela provavelmente fará perguntas sobre sua vida sexual e se você já usa algum método contraceptivo, além da camisinha. É nesse momento que ela costuma indicar a pílula anticoncepcional, depois de uma séries de perguntas que ajudam a identificar qual é a melhor para o seu corpo.

Sendo assim, você vai tomar a 1ª pílula da cartela no 1° dia da sua próxima menstruação e seguir ingerindo uma por dia até acabar a cartelinha de 21 ou 28 comprimidos, dependendo de qual sua médica vai indicar. 

4 – Se vomitar ou tiver diarreia, tome outra

A pílula leva cerca de seis horas para ser totalmente absorvida pelo organismo. Por isso, se houver um episódio de vômito antes desse prazo, há o risco de comprometer a eficácia do medicamento.

5 – Pílula anticoncepcional engorda?

Essa dúvida é muito recorrente nos consultórios ginecológicos, mas não precisa se preocupar. As novas formulações de pílulas do mercado possuem baixa dosagem hormonal e não engordam. O que pode acontecer é que algumas pacientes percebam um pouco de retenção de líquido com algumas pílulas. Nesse caso, o ginecologista pode trocar para uma que também tenha efeito diurético.

6 – Alguns medicamentos podem interferir no efeito da pílula

O que acontece é que a pílula e os medicamentos são metabolizados pelo fígado e, por isso, podem concorrer, diminuindo o efeito tanto de um quanto de outro. Entre eles estão os antibióticos, os anti convulsionantes e alguns antidepressivos. Fale com o médico caso precise fazer uso deles.

pílula anticoncepcional

7 – Qual a diferença entre a pílula do dia seguinte e a normal?

Elas são completamente diferentes. A pílula do dia seguinte não é uma pílula anticoncepcional. A eficácia da pílula do dia seguinte varia, é preciso tomar o mais rápido possível após a relação sexual para aumentarem as chances de funcionar. Mesmo assim, as tem taxas de falhas são enormes e só deve ser usada em casos de absoluta emergência. Não substitui a pílula anticoncepcional de maneira alguma.

8 – Álcool em excesso pode interferir no efeito da pílula

A verdade é que o excesso de álcool aumenta os níveis de estradiol, hormônio que regula o fluxo menstrual. Além disso, grande quantidade de álcool faz com que o fígado tente metabolizá-lo a qualquer custo, podendo deixar de metabolizar a pílula. Mas isso não quer dizer que você não pode beber. Estamos falando de excessos!

9 – Anticoncepcional hormonal melhora acne

A pílula ajuda no controle de alguns hormônios, como os androgenios que, produzidos em menores quantidades, diminuem a oleosidade da pele e a formação de espinhas. Porém,  como trata-se de dosagem hormonal, é preciso que um especialista indique os medicamentos mais adequados se a finalidade for essa.

pílula anticoncepcional

10 – O uso da pílula por anos seguidos não dificulta a gravidez!

Quando você para de tomar a pílula contínua, as ovulações são restauradas imediatamente ou no mês seguinte. É comum que as pessoas achem que estão com dificuldade para engravidar por causa do uso da pílula, mas o que costuma acontecer é que o problema já estava lá, mascarado pela pílula.

Legal o conteúdo, né? Quer saber mais dicas de sobre como cuidar da saúde? Então, entre para nossa lista VIP clicando no link aqui em baixo e receba mais conteúdos.