Como Acabar De Vez Com A Insônia

Insônia

O sono é um dos principais prejudicados em uma rotina pesada. Não é fácil administrar a pressão do trabalho, as tarefas em casa e ainda conseguir dormir bem. Se você está tendo noites difíceis, é importante entender mais sobre a insônia, suas causas e tratamento.

O que é a Insônia?

Insônia é um distúrbio do sono caracterizado pela dificuldade ou incapacidade de adormecer e de manter o sono. É um transtorno extremamente comum — atinge cerca de 1 em cada 5 adultos –, e sua frequência costuma variar de acordo com cada pessoa.

Não é raro que a própria insônia seja sinônimo de algum problema mais complexo, como ansiedade e depressão. Nestes casos, porém, a insônia surge em um determinado momento da vida, geralmente por causa da antecipação a algum evento importante ou estresse inevitável.

Em outros, trata-se de um problema crônico, que pode durar por algum tempo e que requer tratamento contínuo.

As pessoas que sofrem com esse distúrbio do sono costumam se sentir muito cansadas ao longo do dia, além de apresentarem oscilações de humor e indisposição com mais facilidade. Tudo isso pode acabar afetando o seu desempenho profissional e a qualidade da vida pessoal como um todo.

Causas da insônia

Segundo uma pesquisa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, somente metade dos casos de insônia conseguem ter suas causas identificadas. Ainda de acordo com a publicação, estima-se que cerca de 10{061dd90141ff1ed7d0d9cd4bcf96fe49a8c6d51a13db3fbd41d2f56d9e40128d} da população adulta sofra de insônia crônica.

As causas mais comuns de insônia são:

Uso de aparelhos eletrônicos pode causar insônia

Assistir televisão ou usar aparelhos eletrônicos antes de dormir, como computadores e principalmente celulares (muito pelo vício em redes sociais e na internet) podem favorecer um episódio de insônia.

Isso acontece porque esses aparelhos emitem um tipo de luz que atrapalha a produção da melatonina, hormônio responsável por causar o sono.

Portanto, a recomendação de não utilizá-los excessivamente antes de ir dormir é válida não somente por quem tem pré-disposição à insônia, mas para todo mundo.

insônia

Ansiedade

Uma das causas da insônia mais frequentes é a ansiedade e o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG, ou ansiedade crônica). As características de pessoas que sofrem deste problema são uma das que mais afetam a qualidade do sono, pois afetam diretamente a forma das pessoas de lidarem com preocupações, situações adversas e até mesmo o futuro.

Consumo de cafeína, nicotina, álcool e drogas

A ingestão de cafeína e álcool ou o uso de substâncias como cigarro (nicotina), drogas e alguns medicamentos (estimulantes e remédios para controle da pressão) podem afetar o sono.

O café, inclusive, é muito utilizado justamente para dar energia. À noite, porém, ele não é recomendado para todas as pessoas. O cigarro é outro que pode levar ao problema, já que, ao contrário do que muitos podem pensar, ele provoca inquietação no fumante.

Depressão

A depressão é uma das mais graves causas da insônia e costuma afetar muito a qualidade do sono, além de outras instâncias da vida. Grande parte das pessoas diagnosticadas com depressão têm grande dificuldade em dormir e não conseguem pegar no sono de jeito nenhum.

Estresse é uma causa comum do insônia

As diversas preocupações rotineiras da vida, sejam elas com o trabalho, estudos e vida pessoal, entre outras, podem acabar tirando a tranquilidade e aumentando o nível de estresse de uma pessoa.

Assim, ela é uma das causas mais comuns da insônia. Altas cargas de estresse podem levar a um quadro de insônia, que talvez precise de atenção médica.

insônia

Alterações hormonais

Esse problema afeta demais as mulheres, que no geral têm mais chance de sofrerem com alterações hormonais do que os homens. Isso por causa do ciclo menstrual, que para algumas nem sempre é tão regulo.

Essas alterações também podem afetar o sono. A menopausa, porém, que marca a última menstruação da mulher, também pode prejudicar e levar à insônia.

Como tratar

Muitas vezes, a insônia não está relacionada a algum problema mais grave e, por isso, algumas pessoas podem tentar resolvê-la em casa. Algumas dicas para isso são:

  • Tenha horários fixos para se deitar e acordar;
  • Faça atividades relaxantes antes de dormir, como tomar um banho morno ou ouvir música calma;
  • Use cortinas, blackouts, máscara para os olhos e protetores de ouvido para evitar que estímulos externos como luzes e sons atrapalhem seu sono;
  • Evite cafeína, nicotina, álcool, certos medicamentos e fazer exercícios algumas horas antes de ir dormir;
insônia
  • Outra coisa a se evitar é o uso de telas de aparelhos eletrônicos logo antes de dormir. Ou seja, nada de telefone celular, tablets, computadores, Netflix…;
  • Evite tirar sonecas durante o dia, pois podem atrapalhar o sono da noite;
  • Antes de se deitar, faça uma lista sobre suas preocupações e o que você pode fazer por elas — deste modo, seu cérebro não ficará ruminando as ideias enquanto você tenta dormir.

Se você suspeita de que há algo errado com seu sono, vá ao médico. Passar uma ou duas noites em claro nem sempre é tão ruim.

Mas, depois de 3 semanas vivendo esse pesadelo acordado, é difícil pensar que está tudo bem. Especialmente se houve mudanças de hábitos do sono que não surtiram efeito.

Além disso, não é raro que a falta de sono influencie sua rotina. Sono demasiado durante o dia, irritabilidade e problemas de concentração são sinais muito claros de que está na hora de procurar um especialista.

Se você gostou das dicas e quiser mais sugestões de como manter o bem-estar, acesse esse link aqui em baixo e entre para a lista VIP. Você não vai se arrepender!